A Mina do Mangá no Brasil

149

Ultimamente o Brasil vem recebendo mangás diferentes do que está acostumado a editar e tem muita coisa boa vindo por aí. O Função Nerd fará um guia rápido do que vale a pena ser investido. São obras que fogem do comum e entram numa pegada mais intimista, que sai do padrão japonês que o leitor brasileiro está acompanhando em bancas.

Fragmentos do Horror de Junji Ito. Obra do “mestre japonês do terror” aportou por aqui pela editora Darkside numa qualidade gráfica muito bonita, em capa dura com detalhes em verniz. A obra de Ito traz várias HQs curtas com contos bizarros sobre esse universo que tanto fascina as mentes mais tenebrosas. A publicação tem 224 páginas, formato 14 x 21 cm e preço sugerido de R$ 54,90- mas hoje pode ser encontrado até por R$ 30,00.

O Homem que Passeia foi uma belíssima surpresa editada pela Devir numa edição encorpada que veio num formato bem maior. O mangá mostra uma pessoa que percebe as coisas ao passear por aí. Sentir as pessoas, entender sobre uma reflexão muito intimista. Com roteiro de Masayuki Kusumi e arte de Jiro Taniguchi, o mangá é uma daquelas obras para amantes da Nona Arte, para leitores e artistas que querem muito mais do que é apresentado hoje. Taniguchi é um dos maiores nomes do mangá no Japão, mas é pouco conhecido no Brasil. A obra vem no formato 17 x 24 cm, tem 240 páginas e preço sugerido de R$ 55,00- mas pode ser encontrado na faixa dos R$ 40,00 em lojas online.

NonNonBa de Shigeru Mizuki também aportará no Brasil pela Devir. Considera obra-prima no Japão e editada 1977, o mangá é uma obra semi biográfica do autor que mistura partes da sua infância com o fantástico e o folclore japonês. Para se ter uma ideia da importância dessa obra, foi o primeiro a ganhar o prêmio francês de Melhor Álbum no Festival de Angoulême, um dos mais conceituados festivais de premiações do mundo e também já foi indicado ao Eisner em 2013 na categoria Melhor Edição Norte-Americana de Material Estrangeiro (Asiático). A Devir lançará aqui em formato 17 x 24 cm, 424 páginas ao preço de R$ 89,90.

Outro mangá que aportará por aqui é o premiado The girl from the other side de Nagabe que é um trabalho recente de muito sucesso no Japão. O mangá conta uma fábula onde existem dois reinos distintos onde Humanos e seres bizarros vivem em mundos opostos, mas que pode mudar quando uma criança entra em contato com uma delas e essa criatura acaba por virando sua guardiã. A editora ainda não revelou a tradução, quantidade de páginas, preço e nem data de lançamento, mas deverá acontecer em breve. Ótima escolha da Darkside que trouxe uma publicação que vem ganhando muito destaque lá fora.

A editora Veneta surpreendeu ao lançar esse tijolão por aqui. O mangá Ayako de Osamu Tezuka é uma das obras mais importantes do autor e conta estória que se passa um pouco depois da Segunda Guerra Mundial quando um jovem japonês que ficou anos prisioneiro dos americanos volta para casa, no entanto, acaba descobrindo segredos familiares que vão além do que podia imaginar, mas que na verdade, o próprio rapaz também teria um ainda maior. A edição da Veneta é em capa dura, no formato 16 x 23, tem 720 páginas e custa R$ 129,90- é sem dúvidas o maior mangá já editado no Brasil. E o mais caro também.

E ainda vem por aí Uzumaki de Junji Ito– que fora editado aqui pela Conrad, mas chega numa versão encorpada com pelo menos 600 páginas e Tekkon Kinkreet (que ganhou o Eisner na categoria Melhor Edição Internacional em 2008) do excelente Taiyo Matsumoto que também será um volumão e ambos serão editados pela Devir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here