Apenas um Peregrino (resenha quadrinhos)

135

Nem sempre dá rock! Garth Ennis é um roteirista com um currículo extenso e uma assinatura muito fácil de identificar: Religião, palavrões, violência extrema e papos de boteco. Pois bem, em Apenas um Peregrino apenas os “Papos de Boteco” não está presente. Já o resto está em cada polegada por página dessa publicação.

Na trama o mundo sofreu um revés que nenhum cientista ou estudioso do assunto conseguiu prever: o Sol entrou em estado de Super Nova milhares de anos antes do previsto e varreu mais de 90% das pessoas do planeta. Os oceanos secaram, não há mais florestas e o que sobrou da vida animal transformou-se adaptando-se a uma existência mais selvagem e hostil- com criaturas bizarras e famintas.

É nesse cenário catastrófico que conhecemos o Peregrino quando ele resolve intervir para salvar um grupo de pessoas que estavam tentando atravessar o deserto que um dia foi um oceano. Nessa ocasião um grupo de saqueadores tenta capturar o bando, mas o Peregrino age salvando a todos com extrema violência. No entanto, ele acaba irritando o chefe do bando que resolve investir pesado contra o grupo de refugiados.

Apenas um Peregrino mostra um homem com um passado misterioso e pecador onde ele tenta em nome da Palavra expiar seus pecados mais bizarros. Sua história é de revirar o estômago para quem não está acostumando com as tramas do roteirista irlandês. Sendo Garth Ennis quem é, nesse enredo não falta gente morrendo com tiro na cara, transformando-se em algo grotesco, ou sendo devorado da forma mais bizarra e ridícula que uma mente doentia pode imaginar. A trama do próprio Peregrino é interessante, mas soa forçado tentando chocar o leitor o máximo que puder.

O encadernado da Mythos também reúne O Jardim do Éden, uma continuação de Apenas um Peregrino onde o cara encontra um local onde um grupo de cientistas que se isola na parte mais profunda das Fossas Marianas, o único lugar aparente na Terra que ainda tem um pouco de água e onde esse grupo conseguiu manter uma pequena floresta protegida dos raios solares avassaladores. Nessa segunda minissérie o Peregrino acaba questionando sua fé aparentemente inabalável e o coloca numa situação ambígua. Coisa que Ennis gosta muito de fazer, questionando os poderes religiosos e usando esses argumentos para montar sua estória sangrenta.Como eu disse, nem sempre dá rock! Apenas um Peregrino é um trabalho com uma ideia que não é lá muito original, mas mantém uma criação dentro do que foi orquestrado muito interessante. Uma espécie Mad Max com direito a carros sucateados perseguindo pessoas e muita areia, calor e violência, mas acontece que Ennis reciclando sua própria fórmula pisa nos próprios pés e transforma tudo numa caricatura de sua assinatura mais conhecida. A melhor parte desse quadrinho na verdade é a arte de Carlos Ezquerra que mantém uma qualidade adequada ao que é pedido.

Para quem for muito fã de Ennis e gosta do “mais do mesmo” dele, pode encontrar aqui um patrão bem cheio com frases de efeito, mortes extravagantes e questionamentos religiosos. No entanto, não deve agradar a todos os fãs de quadrinhos em geral justamente por esse maneirismo de roteiro em que Ennis se colocou, quase que um vício que com o tempo vai desgastando. Claro que o roteirista ainda tem excelentes obras que bebem dessa fonte, mas no caso de O Último Peregrino o tiro saiu arquejando. É uma obra ruim? Não. É uma obra cambaleante, que poderia render muito mais, mas que tem um roteiro que às vezes parece no automático. Esse quadrinho foi editado pela Devir em duas partes com capa cartão e ganhou a versão com as duas minisséries em um único álbum pela Mythos.

SERVIÇO:

Apenas um Peregrino
Editora: Devir
Capa: Cartão
Páginas: 120
Ano: Abril de 2002
Preço de capa: R$ 25,00

Apenas um Peregrino- O Jardim do Éden
Editora: Devir
Capa: Cartão
Páginas: 100
Ano: Maio de 2003
Preço de capa: R$ 25,00

Apenas um Peregrino- Edição Especial
Editora: Mythos
Capa: Dura
Páginas: 240
Ano: Agosto de 2017
Preço de capa: R$ 69,90

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here