Daytripper

281

Você está preparado para conhecer um pouco de uma das melhores Graphic Novels de sua vida? Se ainda não conhece ou não leu Daytripper, aconselho organizar sua próxima leitura nesta obra, estabelecer um tempo e espaço confortável e focar nesta deliciosa e tocante viagem para conhecer Brás ou com mais detalhes, Brás de Oliva Domingos.

Imagem relacionada
Brás

Os irmãos gêmeos e paulistas Fábio Moon e Gabriel Bá são os criadores que fazem parte da arte e do roteiro. Estes manos estão no seleto grupo de brasileiros quadrinistas mais premiados e prestigiados da atualidade. Entre as premiações de todas as obras já criadas podemos citar: Troféu HQ Mix (Brasil), Prêmio Jabuti (Brasil), Prêmio Angelo Agostini (Brasil), Prêmio Harvey (Israel), Prêmio Utopiales (França) e o cobiçado Prêmio Eisner (EUA). 

Imagem relacionada
Fábio Moon & Gabriel Bá

Daytripper é uma série limitada de dez edições, publicada pela editora DC Comics, com o selo da Vertigo. O seu lançamento foi nos Estados Unidos em fevereiro de 2011 e atingiu o primeiro lugar na lista dos quadrinhos mais vendidos, segundo o jornal The New York Times. Neste mesmo ano, ganham o prêmio Eisner (Melhor Série Limitada), prêmio Harvey (Melhor Edição Única) e prêmio Jabuti (Eixo Literatura como História em Quadrinhos). No Brasil foi publicado em janeiro de 2012 pela editora Panini Books como uma edição única.

Neste quadrinho exibem muitas referências brasileiras em relação à literatura e cultura. A influência mais predominante na obra é o primeiro nome do personagem principal “Brás“, referindo-se ao país Brasil, sua terra natal.

Resultado de imagem para daytripper hq
Brás e seu grande amigo Jorge.

Brás é um escritor de obituários de um jornal local e sonha ser como o seu pai (um escritor muito famoso), porém no primeiro capítulo encontramos pensativo na própria vida, ocupado com muitas tarefas e sem tempo para se “desligar” de seu trabalho. Então surge seu grande amigo Jorge e logo os amigos estão tomando um café fora daquele recinto de trabalho e papeiam sobre a vida de Brás naquele instante de indefinição do mesmo. Mais tarde e já de noite, Brás está preste a assistir uma homenagem para seu pai numa festa de gala, mas antes numa parada em um bar próximo resulta na morte de Brás pelas mãos de um ladrão armado…isso mesmo, Brás é assassinado.

Resultado de imagem para daytripper hq
Brás tentando esquecer do mundo para escrever.

O fim do primeiro capítulo temos o primeiro “choque” do leitor e a indagação daquela ocasião. A cada início do capítulo é citado a idade de Brás para melhor compreensão ao leitor e no fim do mesmo, o obituário de Brás é exibido no fim da última página. Entretanto, este não é o fim da jornada deste protagonista, sua existência é cheia de pequenos e grandes momentos da vida que continuam incluindo a fatalidade a cada fim de capítulo e um significado moral ou filosófico para aquele contexto.

Entre as “entrelinhas” de cada capítulo distinto, existem momentos ímpares ocorridos na vida de Brás e são nestes pontos que muitos leitores se identificarão, seja na lembrança de uma vivência passada ou na vida atual. O escape para esta comoção se torna pungente através de cenas como: o primeiro beijo ainda criança, o grande amor de sua vida, a tristeza de um coração partido ou até mesmo o nascimento do primeiro filho.

Resultado de imagem para daytripper hq
O primeiro beijo

O enredo incomum por não ser linear entre os capítulos, transcende pelos cuidados de pequenos detalhes em textos envolventes e de uma linguagem universal. A arte encantadora que tanto complementa a escrita em alguns momentos, transpira vida em diversos ambientes e surpreende na simplicidade, no colorido e na emoção que transparece.

“Cada referência, cada foto, cada cor e cada personagem, tudo foi construído de forma a reproduzir sentimentos. A sensação de que você está vivo, alegre, solitário, amedrontado ou apaixonado.”

“queríamos aquela sensação de que a vida está acontecendo aqui, bem à nossa frente, e a estamos vivendo.”

citações de Fábio moon com a obra.

Esta é a crônica da vida e da morte de um personagem escritor, mas principalmente das pequenas coisas que constituem a existência de uma pessoa em particular. Em outras palavras, Daytripper é uma Graphic Novel que vai conversar com você e fazer você se imergir em reflexões e sentimentos.

Imagem relacionada
As capas de cada edição.

E então, o que você achou desta resenha? Comenta aí abaixo beleza. Um abraço.

 

.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here