Charlize Theron compartilha um vídeo mostrando a primeira vez que ela raspa todo o cabelo, em preparação para o papel de Furiosa em Mad Max: Estrada da Fúria

173

A sequência de ação de 2015 do visionário diretor George Miller se tornou um clássico instantâneo, ganhando elogios da crítica e capturando a atenção do público em todo o mundo. Foi indicado ao prêmio de Melhor Filme no Oscar de 2016, uma rara homenagem a um filme de ação total, e ganhou seis Oscars, varrendo as categorias técnicas.

O longa cimentou o status de Theron como uma verdadeira estrela de ação. Ela considera o papel um dos mais importantes da sua carreira, e a personagem ficou tão popular que Miller está planejando um prequel baseado nela.

Hoje, em comemoração a uma exibição especial de Mad Max: Estrada da Fúria, Theron compartilhou um vídeo mostrando quando raspou sua cabeça a primeira vez para se preparar para o papel. Confira:


Inicialmente um momento privado, o vídeo representa uma parte importante da história do cinema, dada a importância de Mad Max: Estrada da Fúria e o personagem de Furiosa. O medo no rosto da atriz é evidente quando ela toma uma atitude drástica. No entanto, acabou sendo o caminho certo, já que ela se tornou um ícone de ação graças ao papel. Após sua participação no filme de ação pós-apocalíptico, assumiu o papel da agente do MI6 Lorraine Broughton em Atômica e seguiu com um papel como o vilão Cipher em Velozes e Furiosos 8 e mais recentemente estrelou o sucesso da Netflix, The Old Guard. Theron reconheceu que esses papéis não teriam acontecido sem sua descoberta com à Furiosa.Mad Max: Charlize Theron fala sobre não ter sido chamada para ...

O vídeo também é um lembrete de quanto ela apostou em Mad Max. Você pode sentir a energia nervosa de Theron, possivelmente como resultado de correr um risco tão grande com um filme que muitos pensavam que estava destinado ao fracasso. Miller passou a última década e meia fazendo filmes infantis e agora estava fazendo uma sequência de uma franquia que havia sido vista pela última vez 30 anos antes.

No entanto, os opositores estavam errados, e o resto é história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here